Posts tagged ‘aniversário ‘




Quick news

Dia de vir para Ubatuba, tomar sol e eliminar o stress da vida moderna. Mas antes disso, um belo congestionamento na estrada para animar a festa…

E dia em que meus pais completaram 35 anos de casados. 🙂

Anúncios

Add a comment 29 de dezembro de 2008

28

Não, eu não me sinto com o número de anos aí em cima. Nem adianta tentar, em minha cabeça, continuo uma adolescente, com preocupações um pouco maiores, apenas isso.

E que, no final, conseguiu ter sua festinha de aniversário, viu boa parte da família, encontrou amigos e foi feliz por um dia inteiro. Para isto serve relembrar a data de nascimento, não?!

De resto, só espero continuar com meus planos e ter anos cada vez melhores. 😀

Add a comment 23 de novembro de 2008

Melodrama

Todo ano é a mesma coisa: eu quero festejar meu aniversário, minha mãe quer deixar passar em branco o dela. O problema é que nascemos no mesmo dia. Aí, ela fica sabotando para não ter nada, para que eu desista de comemorar. Este ano ela conseguiu. Desisti mesmo.

O que me deixa mais triste é que ano que vem talvez eu nem esteja aqui. Mas ok, se meu nascimento não é bem considerado nem por quem me pôs no mundo, talvez seja melhor deixar pra lá mesmo… 😥

Add a comment 21 de novembro de 2008

Um mês

Entre achar que não vai mais acontecer e ficar completamente entregue, hoje faz um mês. Passou muito rápido! Para uma história que eu acreditava que terminaria em dois dias, até que está agüentando bem…

E, como ninguém é de ferro, depois de passar pela casa da Glam, para comemorar o aniversário dela e morder muito aquela coisa linda e fofa que é a Kekita, fui vê-lo.

Foi meio… estranho. Senti como se estivesse atrapalhando, ele está cheio de trabalho. Mas foi gostoso ficar perto, como sempre…

Add a comment 11 de outubro de 2008

O cara

Para meu irmão foi a primeira palavra que falei. Não papai, mamãe, “Mácio”. Foi “Feia!”. Assim mesmo, com exclamação, para chamar a atenção. Tudo porque ele não mexeu comigo quando chegou da escola. E, durante toda a vida, foi assim: ele na frente, eu atrás dele, tentando chamar a atenção. Não do mundo, mas do irmão. Porque ele é uma das pessoas mais importantes de minha vida, é meu espelho, meu orgulho, uma alegria imensa que Deus colocou ao meu lado. Brigas? Tivemos e teremos, nenhuma mais grave, contudo. Afinal, ele mesmo me ensinou – entre milhares de outras coisas – que só brigamos com quem nos importa. Mas, muito maior é o amor que nos une e que nos faz próximos, mesmo quando ele está com suas “rodinhas” por aí…

Meu irmão é O CARA!

Add a comment 27 de setembro de 2008

Dois

Em 2 de junho de 1981 ganhei dois presentes especialíssimos. Claro que com poucos meses de vida, naquele dia não sabia. Hoje, tenho plena consciência.

O primeiro deles, só recebi na faculdade. Logo nos primeiros dias de aula, ela apareceu. Éramos muito diferentes e muito parecidas ao mesmo tempo. Vivemos um longo período juntas e sei que posso chamá-la de amiga sem nenhuma dúvida. Queria poder ir para a cidade em que ela está para abraçá-la, mas não posso. Minha irmã caçula, melhor amiga de UNESP, assessora de imprensa, noiva do Bruno, loura louca e companheira. Tantas denominações, uma pessoa incrível.

O outro. Ah, o outro… Foi meu maior motivo para sorrir durante três anos. E até hoje, ouvir a voz dele me dá um arrepio inexplicável. Por duas vezes, eu realmente amei na vida. E ele foi o “mais grande” amor da minha vida adulta até agora. Por ele, atravessei o oceano e aprendi a amar a liberdade. E sim, boa parte do meu coração é e sempre será desse mocinho, mesmo que agora de uma forma bem mais leve e sem intenções escusas.

Cáss e Gus. <3²

Add a comment 2 de junho de 2008

Falência

Foi um dia de sair de casa na marra, como aconteceu durante todo o final de semana. Ontem eu nem falei, mas foi aniversário de minha melhor amiga, minha irmã. Fiquei tão triste que nem comentei, totally my fault. Enfim, hoje fui almoçar com meus pais no shopping e comprar alguma coisa para a moça. (Apreveitei e fiz comprinhas para mim também, mas nem isso me animou).

Fui para a casa dela e ficamos conversando durante um tempo. À luz do sol, os problemas parecem bem menores. Aliás, o meu maior problema agora é complicado, mas nada que me afete tanto quanto o de sexta. Descobri, ao conversar com a N. que estou praticamente falida, tudo por conta de um único evento: o casamento de minha prima, minha primeira afilhada oficial.

Vestido: R$ 183 / mês (quatro meses)
Sapato: R$ 53,30/ mês (três meses)
Meia-calça: R$ 18,90
Presente: R$ 40,81/ mês (12 meses!)

Só aí, já temos quase R$ 300, fora o que ainda falta, como quarto para ficar em Bragança, cabelo, maquiagem e um bendito brinco que preciso comprar. Sem falar nas outras contas que tenho normalmente, tipo MBA, cama, câmera digital, cartão de crédito, celular…

Para desanuviar um pouco, sábia decisão: ir tomar uma cerveja no Frangó. Pelo menos com cerveja, o bolso fica anestesiado…

Add a comment 27 de abril de 2008

Páginas

Categorias

Links

Meta

Agenda

setembro 2017
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Posts by Month

Posts by Category