Posts filed under: ‘séries‘




A nova do Mulder

Terminei de assistir a Californication hoje. Antes de mais nada, friso que sempre fui fã de Arquivo X, o que me deixava muito com o pé atrás com a atual série de David Duchovni. Tinha medo que ele só soubesse interpretar Fox Mulder, o que deixaria tudo muito complicado. Ainda bem que errei feio.

Californication foi muito comentada por suas várias cenas de sexo, o que para o público americano é um tabu danado. Eles não tiveram Pantanal no final da década de 80, sabe como é. E Hank Moody (Duchovni) é o tipo de homem que as mulheres adoram: cachorro, safado, mas muito inteligente. O único senão é que ele insiste em ser apaixonado pela ex-mulher, que vai se casar com o cara mais sem sal de todos os tempos apenas para poder ter uma aliança no dedo e uma festa para se vestir de branco.

A personagem mais centrada é a filha do ex-casal, de doze anos. Isso faz com que o seriado seja diversão do começo ao fim. Afinal, não é todo dia que uma família assim surge na TV. E ainda tem o agente sado-masô, a secretária chantagista e a enteada tarada e mau caráter.

Vale a pena comprar e ter em casa, para lembrar o quanto é bom ter uma vidinha normal…

Anúncios

Add a comment 14 de junho de 2008

Foi dia de sofá

Dois filmes, uma série e um trabalho de faculdade depois…

Dos longas, não sei qual me assustou mais.  De manhã, assisti ao clássico Poltergeist – O Fenômeno. A história até é interessante, mas os efeitos especiais estão mais para defeitos.De dar medo mesmo é pensar que muita gente do elenco, incluindo a Heather O’Rourke que fez a pequena Carol Ane, morreu antes do terceiro filme da série ser finalizado, no que se chamou de maldição de Poltergeist…

À tarde, finalmente, vi Tropa de Elite. A constatação é óbvia: vivemos em uma guerra civil e é difícil saber em quem confiar. De uma certa forma, é a continuação de Cidade de Deus. Até a equipe de um está em peso no outro… Gostei bastante, mereceu o Urso de Ouro de Berlim.

No começo da noite, foi hora de assistir à The Search for the Next Doll, no Warner Channel. Não gosto de reallities shows, mas este é engraçadíssimo. Pode-se dizer que o mote é: como transformar uma americanazinha moralista em uma vagabunda.

E, entre Tropa e Search, fiz um trabalhinho de Mentoria para o MBA, para não perder o costume.

Domingão de chuva, programinhas nublados…

Add a comment 16 de março de 2008

Feriado em série

Nem saí do quarto do Galeguinho hoje. Além de ter ficado extremamente cansada pelo longo passeio de ontem, tinha que assistir a duas séries, ambas da Paramount.

A primeira, que na verdade terminei de ler, é Jericho. Escrevi sobre ela na DVD News de fevereiro, mas só recebi mesmo os disquinhos no começo do mês, quando a revista já estava até nas bancas. Valeu a pena matar a curiosidade.

A história se passa em Jericho, pequena cidade do Estado do Kansas que vê, de longe, um cogumelo nuclear se formar. Com isso, sabe-se que uma explosão aconteceu, mas não se sabe porquê, se foi apenas em uma cidade e – para piorar – a comunicação e a eletricidade são cortadas. As consequências disso e a revelação de detalhes sórdidos da vida de cada habitante fazem a história girar. O final é gancho para uma nova temporada, que, particularmente, já espero com ansiedade.

A outra série que vi foi Dexter. Mas sobre esta ainda não posso escrever, pois ainda não tenho texto publicado sobre ela e, no final das contas, não posso furar minha própria revista, né?

Add a comment 4 de fevereiro de 2008

Páginas

Categorias

Links

Meta

Agenda

novembro 2017
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Posts by Month

Posts by Category